Tipos de Subsídeos


Existem dois tipos de financiamento: subsídio de utilização única (um ano, 5.000-30.000 euros) e subsídeo de utilização múltipla (até três anos, 5.000 - 50.000 euros). 

Um projeto de utilização única exitoso pode ser reinscrito para um segundo subsídio de utilização única, mas não existe garantia de financiamento consecutivo.

O subsídio de utilização única tem a duração de um ano e varia entre 5.000 e 30.000 euros. O exemplo 1 mostra um típico conjunto de atividades que poderiam ser financiadas com esta subvenção.

O subsídio de utilização múltipla tem uma duração de três anos e varia entre 5.000 euros e 50.000 euros, com um teto de despesa de 30.000 euros no primeiro ano. Para serem elegíveis, as propostas para as subvenções de utilização múltipla devem mostrar uma progressão lógica nas atividades e nos investimentos para os quais se utilizará o subsídio. Todas as atividades e investimentos que precisem ser financiados por mais de um ano ou que incluam várias etapas para alcançar os seus objetivos são considerados apropriados para este tipo de subsídio. Os exemplos 2 e 3 ilustram como o subsídio de utilização múltipla pode ser usada.

  • Exemplo 1. Para poder cumprir os requisitos do Princípio 4, a Unidade de Manejo Florestal X precisa comprar equipamentos de proteção para os seus trabalhadores florestais. Os meios de transporte dos trabalhadores florestais devem ser adequados, a unidade de extração precisa de um melhor armazenamento para óleos, e deve melhorar-se a higiene na cozinha, o alojamento e os banheiros no acampamento florestal. Os trabalhadores também precisam ser treinados em primeiros socorros, assim como em proteção e combate a incêndios. Em suma, estes aspectos para cumprir os requisitos de certificação custam 30.000 euros, um investimento que pode ser pago com a subvenção de utilização única.
  • Exemplo 2. Para agregar valor às suas toras no seu depósito de madeiras durante o primeiro ano da subvenção, a Empresa Y precisa de uma serra móvel e uma plana (28.000 euros). Porém, precisará também de alguém que saiba trabalhar com estas ferramentas, além de treinamento para um ou dois especialistas (2.000 euros). No segundo ano, serão necessários manutenção e peças de reposição (5.000 euros), e mais um investimento é planejado, um simples secador de madeira para produzir aparas de madeira para expandir o negócio (5.000 euros). O terceiro ano da subvenção é investido na contratação de um consultor para ajudar no acesso ao mercado e para garantir que os produtos de alta qualidade da Empresa Y possam ser comercializados pelo melhor preço (10.000 euros). Esta série de atividades exigiria aproximadamente 50.000 euros em um período de dois a três anos.
  • Exemplo 3. Para atender os critérios no Princípio 9, sobre o manejo de florestas com Alto Valor de Conservação (AVC), o Grupo Proprietário Florestal Z precisa determinar como definir o AVC e saber como administrar o monitoramento contínuo dentro do grupo. Isto exige recursos de um facilitador para ajudar o grupo a entender os seus objetivos, garantir a participação de todas as partes interessadas, elaborar um plano de manejo e conduzi-lo a todos os processos jurídicos e institucionais, conforme seja necessário. Pode ser necessário um investimento de 15.000 euros durante o primeiro ano para estabelecer uma estrutura de gestão adequada, as regras básicas e o monitoramento. O custo de contratação de agentes ambientais para elaborar o monitoramento no primeiro e segundo ano poderia ser coberto pela subvenção, até que haja receita suficiente derivada da venda de produtos certificados

Confira os Critérios de Elegibilidade 


© Forest Stewardship Council® · FSC® F000204