Novidades

Notícias e temas relacionados às nossas atividades


Tuesday, 15 May 2018
Vitória da responsabilidade socioambiental na Copa Verde

Trofeus Copa Verde

Troféus simbólicos de madeira certificada FSC® foram produzidos por comunidade do Pará


No dia 16 de maio, às 21h30, acontece a final da Copa Verde 2018, entre Paysandu-PA e Atlético - ES, no Estádio do Mangueirão, em Belém do Pará.

Nada representa melhor a vitória do que um troféu. Por isso, quando o time vencedor e o melhor jogador da final da Copa Verde levantarem seus troféus de madeira nativa, estarão exaltando, também, as florestas tropicais e o manejo responsável.

Feitos de freijó amarelo e ipê roxo certificados da Amazônia, e com assinatura dos renomados designers Carlos Motta e Leonardo Lattavo, ambos foram produzidos pela Cooperativa Mista da Floresta Nacional do Tapajós (Coomflona), no Pará, e são a primeira materialização do projeto "Design & Madeira Sustentável" da BVRio, em parceria com o FSC Brasil. “O fato de terem sido produzidos por comunitários é muito importante”, diz Ângelo Chaves, engenheiro ambiental da Coomflona. “Isso significa gerar renda para as famílias que dependem da floresta em pé para sobreviver”, completa.

O objetivo do projeto é fomentar o uso e o consumo da madeira nativa certificada FSC, por meio do conhecimento. Enquanto os designers visitam pessoalmente a cooperativa e aprendem mais sobre as espécies de madeira da região, os cooperados recebem qualificação para aprimorar suas técnicas de produção de móveis e objetos de decoração. “Dai sairá uma relação comercial, sem atravessadores, de compra de matéria-prima de origem certificada, sustentável e socialmente correta”, explica Renato Castro Santos, da BVRio.

Segundo Aline Tristão Bernardes, diretora executiva do FSC Brasil, projetos como esse da BVRio e parcerias como a que já existe com a própria Confederação Brasileira de Futebol (CBF), são fundamentais para valorizar a madeira nativa, mostrar que o manejo florestal é uma ferramenta de desenvolvimento sustentável e agregar valor ao trabalho dos pequenos e comunitários. “Queremos deixar evidente que sim, podemos fazer uso responsável dos recursos das florestas tropicais”, diz Aline.

Em 2017, com apoio do Ministério do Meio Ambiente, a CBF e o FSC Brasil uniram esforços para implementar ações sustentáveis relativas à Copa Verde e promover o manejo responsável das florestas brasileiras. “Juntar duas paixões nacionais, o futebol e a Amazônia, foi um verdadeiro gol de placa”, brinca Aline. “Provamos que pode existir um campeonato voltado para práticas socioambientais”, completa.

Os troféus de madeira pretendem contribuir para a valorização de produtos de origem responsável e estimular o setor florestal, que tem um enorme potencial no Brasil.


© Forest Stewardship Council® · FSC® F000204