Novidades

Notícias e temas relacionados às nossas atividades


Friday, 11 August 2017
Divulgado relatório "ODSs geram negócios: Como padrões críveis podem ajudar empresas a entregar a Agenda 2030"

iseal (© Standard Impacts)© Standard Impacts

Elaborado pela ISEAL Alliance e pelo WWF, o documento explica o papel que os padrões sustentáveis têm em ajudar empresas a contribuírem para a Agenda 2030 da ONU.


Por Iseal Alliance

O novo relatório publicado hoje pela WWF e a ISEAL indica como as empresas podem contribuir muito com a Agenda 2030 para o Desenvolvimento Sustentável e abrir novas oportunidades de mercado, utilizando padrões de sustentabilidade voluntários e críveis para transformar setores e cadeias de abastecimento por completo.

O relatório, "ODSs geram negócios: Como padrões críveis podem ajudar empresas a entregar a Agenda 2030" ilustra como tais padrões - ferramentas prontas para as empresas e os atores da cadeia de suprimentos - podem ajudar a acelerar o processo em muitos dos Objetos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), ao mesmo tempo em que entregam benefícios diretos para empresas e pequenos produtores.

“Pobreza, desigualdade, escassez de água, mudanças climáticas e perda de biodiversidade são riscos significativos para o negócio e alinhá-los aos ODSs representa uma oportunidade", diz Richard Holland, Diretor da Divisão de Conservação Global da WWF International. "Embora as empresas líderes já tenham assumido compromissos em longo prazo para ajudar a combater as mudanças climáticas e o desflorestamento e a gerar trabalho decente, a maioria dos setores empresariais ainda não está cumprindo suas responsabilidades em relação à Agenda 2030".

Padrões críveis e com diversas partes interessadas incorporam o espírito de parceria dos ODSs, reunindo empresas, ONGs, governos e outros atores para trabalharem em direção a metas comuns que beneficiam as empresas, as pessoas e o planeta. Eles são um importante mecanismo para ajudar as empresas a atingir seus objetivos através da ampliação de práticas sustentáveis. Experimentados e testados, eles podem ser utilizados em todos os elos da cadeia de valor - permitindo aos produtores, colhedores e processadores alcançar um nível reconhecido de sustentabilidade, e comerciantes, fabricantes e varejistas abordar os impactos de suas cadeias de fornecimento.

Muitos agricultores que utilizam padrões de sustentabilidade têm visto um aumento em seu rendimento líquido devido ao aumento da produtividade e da qualidade. O Relatório de Colheita de 2014 do Better Cotton Initiative (BCI) descobriu que agricultores de sete países que seguem o padrão BCI tiveram um rendimento 23% maior e lucros por hectare 36% mais elevados do que os produtores de algodão convencionais, usando menos água e insumos químicos. Para os produtores de café certificados, isso significou, entre outros benefícios, a melhoria da frequência escolar de seus filhos.

Na Indonésia, a certificação de pequenos produtores pela Mesa Redonda sobre Óleo de Palma Sustentável (RSPO) está tirando a pressão dos elefantes e tigres no Parque Nacional de Tesso Nilo, onde a varejista francesa Carrefour tem trabalhado com a WWF para ajudar pequenos produtores a obter a certificação RSPO. Os pequenos agricultores que participam do projeto conseguiram aumentar a produtividade através de melhores práticas de gestão, sem expandir suas operações para dentro do parque nacional.

Para empresas, a certificação ajuda a gerir riscos. Os impactos sociais e ambientais da produção de óleo de palma, por exemplo, representam um risco significativo para os investidores. Para mitigar esses riscos, uma série de instituições financeiras, incluindo a International Finance Corporation, Credit Suisse e Rabobank, exigem que seus clientes obtenham a certificação RSPO.

“Ao longo dos próximos 13 anos, todos os países devem avançar em todos os ODSs. Considerando o foco abrangente da agenda de ODSs em relação a pessoas e o meio ambiente, fica claro que os padrões de sustentabilidade podem desempenhar um papel crucial na sua implementação", diz Norma Tregurtha, Diretora de Políticas e Outreach da Aliança ISEAL. “Ao fornecer um método independente e averiguável para avaliar se um determinado nível de desempenho em sustentabilidade foi ou não alcançado, os sistemas de padrões e certificação podem servir como uma medida de desenvolvimento em relação aos ODSs."

Os benefícios diretos para as empresas provindos da utilização dos padrões de sustentabilidade podem variar desde aumentos de eficiência através de melhores práticas de gestão e maior transparência e rastreabilidade ao longo de toda a cadeia de fornecimento até a melhora da qualidade nas relações entre fornecedores e compradores.

A WWF e a ISEAL convocam o setor empresarial, parceiros fundamentais na implementação da Agenda 2030, a utilizar os padrões críveis como uma ferramenta para aumentar as práticas sustentáveis e comunicar os progressos nos ODSs.

Leia o relatório completo (em inglês) aqui.

Conheça alguns exemplos de contribuições dos membros da ISEAL para alcançar os ODSs.

Saiba mais aqui.


© Forest Stewardship Council® · FSC® F000204