Atualizações


Friday, 16 May 2014
Segunda Consulta Pública aos IGI - O Que Ouvimos

2º Consulta Pública aos IGI

No final de março de 2014, a segunda consulta pública sobre o desenvolvimento dos Indicadores Genéricos Internacionais (IGI) foi encerrada.


O grupo de trabalho IGI gostaria de oferecer seus sinceros agradecimentos a toda a comunidade FSC por fornecer feedback completo sobre a segunda versão dos IGI.

A segunda consulta pública engajou mais partes interessadas ​​do que qualquer outra na história do FSC, com 218 pessoas mandando comentários através da pesquisa online, email ou carta, mais do que as 196 pessoas que comentaram durante a primeira consulta pública.

Atualmente o grupo de trabalho IGI está examinando os comentários, desenvolvendo resumos, e traçando um caminho à frente, em preparação para a próxima reunião que acontecerá em maio de 2014. O site IGI é a melhor maneira de se atualizar.

Apesar de as partes interessadas terem enviado muitos comentários detalhados e técnicos, uma série de temas comuns surgiram. O grupo IGI está atualmente considerando os seguintes temas - juntamente com todos os comentários recebidos - que aperfeiçoam ainda mais os IGI:

  • No geral, as partes interessadas ​​sentiram que a segunda versão representou, em muitos aspectos, uma melhoria significativa em relação à primeira. Elas apreciaram o trabalho duro realizado pelo grupo IGI para incorporar os comentários da primeira consulta pública na segunda versão.
  • Como ponto de partida para os padrões nacionais, as partes interessadas apreciaram a capacidade de "adotar, adaptar, remover ou adicionar novos" indicadores, se necessário. No entanto, sem a publicação final do Procedimento de Transferência, houve muitas dúvidas sobre como os IGI serão aplicados no contexto nacional.
  • São necessários detalhes adicionais sobre como os IGI se aplicam a florestas e plantações pequenas ou de baixa intensidade de manejo.
  • As partes interessadas levantaram questões sobre a adição de "Notas" na segunda versão dos IGI, perguntando se são normativas ou simplesmente sugestões, e como seriam aplicadas.
  • As partes interessadas levantaram questões sobre a forma como os IGI estão abordando ou relacionados às mudanças climáticas e sequestro de carbono em florestas certificadas pelo FSC.
  • Membros da câmara econômica, em particular, observaram a complexidade dos IGI e levantaram questões sobre os custos, burocracia e praticidade de aplicação no campo, embora outras partes interessadas também tenham levantado estas preocupações. 
  • Membros da câmara ambiental sentiram que pode ser necessária mais especificidade e rigor em alguns indicadores para garantir um nível elevado de proteção em todas as florestas. 
  • Muitas partes interessadas, incluindo membros da câmara social, levantaram questões sobre escala, intensidade e risco, a aplicação das Convenções da Organização Internacional do Trabalho em países que não ratificaram as convenções, e a aplicação de consentimento livre, prévio e informado em todas as nações. 
  • Certificadoras levantaram questões sobre a possibilidade de se fazer auditoria e a clareza de muitos indicadores.
  • As partes interessadas em geral pediram por mais clareza e orientação sobre termos não definidos, como "melhor informação disponível", "métodos cientificamente rigorosos", "princípio de precaução", "análise de sensibilidade" e "externalidade".

O processo IGI é técnico, complexo e de vital importância para o sistema FSC. Assim, não é surpreendente que as partes interessadas ​​tenham oferecido perspectivas fortes e, por vezes, diferentes sobre como fortalecer ainda mais os indicadores. Na realidade, o fato de tantos comentários fundamentados terem sido fornecidos é um testemunho da comunidade de membros, detentores de certificados, certificadoras, parceiros de rede e outras partes interessadas do FSC.

Nas próximas semanas, o grupo de trabalho IGI tratará cuidadosamente das questões e comentários enviados. Fornecerá ainda mais informações sobre o caminho à frente, após terem tomado decisões durante a reunião de maio.

Mais uma vez, obrigado a todos ​​que apresentaram seus comentários durante a segunda consulta pública. Seu compromisso com o FSC e participação com seriedade são fundamentais para manter e melhorar a integridade de nosso sistema de certificação florestal.

Para saber como aconteceram as reuniões no Brasil, clique aqui para ter acesso ao relatório do processo. Para mais informações, visite o website do IGI em igi.fsc.org.


© Forest Stewardship Council® · FSC® F000204